Total de visualizações de página

sábado, 20 de agosto de 2016

Fofoquinhas Bibas do Chicão



























- O prefeito Alair Correa entrou em contato e negou que tivesse pago qualquer comissionado. Fui conferir com o comissionado a informação que ele me deu. Ele foi investigar a orígem do depósito em sua conta e descobriu que recebeu de outra fonte..rs..

- Na mensagem, Alair reclamou que não está conseguindo pagar as pessoas, só quando os juiz Danilo ordena ao Banco do Brasil para que o faça

- Mais uma vez a Santa Helena, atual Clinerp, aparece nas páginas policiais, desta vez por vender sangue por 750 reais a bolsa. Que vergonha !!

- Se o PSOL vai fazer alianças com qualquer um na região, como está parecendo, Cláudio Leitão, com seu radicalismo, é o grande prejudicado, pois ele tinha chances reais de, estando coligado aqui em Cabo Frio, chegar a Câmara. Não consigo entender o PSOL

- O radicalismo do partido, quando praticado, também impede que ele cresça no congresso. Depois reclama de ficar fora dos debates

- Uma pesquisa espontânea registrada no TRE dá 65 % dos votos para Renatinho Vianna. O problema é que os números estão muito altos para uma pesquisa espontânea 

3 comentários:

gilmar aguiar disse...

Chicão. Na pesquisa, o nome de Paulinho (Rede) é omitido, mas aparece em 3o. em outras pesquisas. O Andinho não é candidato e sim o Tê, seu primo e ele aparece na pesquisa. E Marcelo Pitbul (o nome verdadeiro é Marcelo Pitfú) é candidato a vereador de Renatinho, não candidato a prefeito. E pra finalizar, quem encomendou a pesquisa, segundo o jornal, foi uma loja de móveis e decorações. Tudo fraude.

gilmar aguiar disse...

Nas caminhadas que temos feito em Arraial, a rejeição de Renatinho é monstruosa, a sombra do pai dele na campanha, está assustando os eleitores e o caso da coercitiva da Polícia Federal depois dele recusar duas vezes o convite do oficial de justiça assombrou todo mundo.

Prof. Chicão disse...

Renato Vianna governou Arraial duas vezes, a última de 1997 a 2000. Acho muito difícil que, dezesseis anos depois, grande parte da população se lembre de seu governo. O que fica dele são versões