Total de visualizações de página

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Rapidinhas















Onça em Cabo Frio
- Em 1931 uma onça apareceu no segundo distrito. Ela atacou um potro e um carneiro, levando a população local ao pânico. Caçadores foram atrás do animal, mas não o encontraram. Em 1926, uma outra onça já tinha aparecido em Arraial do Cabo


Os limites dos candidatos em Cabo Frio I
- Os limites dos candidatos a prefeito de Cabo Frio parecem muito claros. Marquinho Mendes deveria estar com um percentual bem maior do que aquele que tem hoje. Sua rejeição é grande e o colapso do governo de Alair respinga nele, pois de certa forma ele é criação do atual prefeito. Embora esteja na frente de todas as pesquisas, seu teto baixo mostra que ele não assimila a maior parte da rejeição a Alair. Marquinho, porém, é ajudado por seu aguerrido grupo, por seu carisma e pela debilidade de cada um de seus adversários. Por isso se mantém como favorito


Os limites dos candidatos em Cabo Frio II
- Janio não consegue sair dos patamares que teve nas últimas eleições para o legislativo. Janio parece ter um eleitorado fixo, mas não consegue sair dali. É pesado, sem carisma e apresenta uma trajetória cheia de contradições.  Seu discurso não bate com sua ação política e legislativa, afastando de si parte do eleitorado progressista da cidade. Sua aliança com Garotinho, por exemplo, pode ter apenas trocado seis por meia dúzia em termos de votos. Janio terá mais penetração em Jardim Esperança mas perderá votos no centro


Os limites dos candidatos em Cabo Frio III
- Com um partido ainda fraco, sem nominata forte, sem alianças e com um passado recente ligado a Alair, Dr Adriano passou rapidamente de ameaça real aos candidatos tradicionais a um mero coadjuvante nas pesquisas. Com pouco tempo na tv e desconhecido por boa parte da cidade, há quem jure que ele não leva sua candidatura até o final. Será ? 


Os limites dos candidatos em Cabo Frio IV
- Dr Paulo César tem que ser candidato para sair do anonimato e para que seu partido tenha energia para 2018. Mas ele comete os velhos pecados da politica tradicional. Não tem grupo e parece alheio às discussões dos problemas locais. Tinha rejeição zero até outro dia, o que era um de seus méritos. Mas hoje não tem mais, pois sua aventura em Brasília irritou o eleitorado progressista na cidade, para o qual virou figura não grata. Com pouca grana para a campanha, sem alianças, não deve chegar aos dois dígitos percentuais no dia da eleição


Os limites dos candidatos em Cabo Frio V
- Alair, se for mesmo candidato, tem chances limitadas. Embora tenha a máquina na mão, ela está desgastada e enferrujada. Mesmo que a grana do tal empréstimo saia, não há mais tempo de reverter a situação e Alair sabe disso. Mantém a sua candidatura para ter seu governo unido, para ajudar seus parentes na disputa legislativa e na esperança de chegar em segundo. Se Marquinho for impugnado, ele, neste caso, permaneceria prefeito. Ocorre que ele também tem problemas jurídicos a enfrentar. Com isso tudo, é certo que os anos Alair acabam em 2016


Os limites dos candidatos em Cabo Frio VI
- Cláudio Leitão, do PSOL, sofre dos velhos males dos partidos de esquerda mais radicais: dificuldades em dialogar com setores das classes C, D e E, falta de dinheiro e repulsa às alianças, o que implica em pouco tempo de TV e dificuldade de cooptar outros setores da sociedade para além dos socialistas convictos. Apesar disso, Leitão é o nome mais independente do pleito e pode ter uma votação surpreendente entre um eleitorado cansado dos velhos caciques locais   


Patética
- Poucas vezes se viu uma figura tão patética como a advogada Janaína Paschoal. O que uma cabeça perdida ideologicamente e refém do pensamento religioso tacanho pode fazer a um ser humano !! Além disso, ela é mentirosa. Mesmo depois de ter sido boquinha de FHC e de ter recebido 45 mil do PSDB por uma ação, ainda assim negou maior vínculo com o partido de Aécio


Contradição
- O PSDB questionou no TSE a legalidade da chapa Dilma-Temer, mas vai integrar o governo Temer, que só estará se formando por causa da chapa. Esses bandidos fazem qualquer coisa pelo poder, até vender as mães 


Mídia bandida
- O jornal The Guardian fez mais uma análise devastadora da mídia brasileira, chamando-a de "partidária" e "golpista"


Babão
- O deputado Janio Mendes é tão babão de Pezão, mas tão babão de Pezão, que ele e André Lazaroni, do PMDB, foram os únicos deputados a votarem "SIM" a uma homenagem que seria feita pela Alerj ao senhor Leonardo Spíndola, chefe da Casa Civil de Pezão. Doze deputados votaram NÃO e os demais abandonaram a sessão para não votar. E olha que o PDT diz ter rompido com Pezão, hein. Que vergonha !


Demissão
- O Flamengo deve demitir nos próximos dias o seu diretor de futebol, Rodrigo Caetano, pessoa absolutamente estranha às tradições do clube

Um comentário:

Gabriel De Biase disse...

Que carisma? Tem votos no centro porque distribui boquinha, porque distribui cargos, porque, em tempos de ouro, dava cestas básicas...
Que carisma que esse ladão tem com essa cara de pau dele?
Ele tem é o que muitos querem: mamata pra sobreviver fácil.