Total de visualizações de página

quarta-feira, 23 de março de 2016

Rapidinhas















Pelo PPS
- Miguel Fornaciari, cineasta e filho de Mílton Alencar, se filiou ao PPS e vem candidato a vereador. Bom nome !  


Em cima do muro
- No Mapa do Impeachment, Marquinho Mendes aparece como indeciso. O que estaria o ex prefeito esperando ? A melhor oferta ?









Comissionados que nada fazem
- Pelo menos 3 comissionados de Alair passam o dia todo sem fazer nada. Eles apenas assinam o ponto (se assinam) e vão pro face postar coisas contra Dilma. Desde cedo já são vistos fazendo isso. São tão ladrões do dinheiro público quanto aqueles que acusam   


Debandada
- Os covardes começaram a abandonar o PT em massa. O prefeito de Niteroi, Rodrigo Neves, foi para o PV. Outros 3 deputados da Alerj largaram o partido


Mais um
- Mais um professor se negou a dar entrevista para a Globo News: Reginaldo Nadder, especialista em terrorismo, professor da PUC-SP. Ele negou a entrevista dizendo que a Globo News "incita o ódio". 




Saindo das mãos de Moro
- O ministro Teori Zavascki decidiu devolver o processo contra Lula para o STF. Ele proibiu a continuação da divulgação das gravações ilegais liberadas por Moro e quer explicações do juiz sobre como as mesmas foram conseguidas 


Incitando o ódio
- Irritado com a decisão do ministro, o editor da revista Época conclamou a coxinhada a protestar contra o ministro. Veja como esses vagabundos respeitam a justiça


Ódio espalhado
- Uma senhora quase foi linchada ontem por fascistas em Brasília. Ela usava camisa vermelha. Veja aqui as cenas absurdas: https://www.facebook.com/branca.schulz/videos/950705291691678/?pnref=story


República democrática ?
- O Brasil vive mais um momento político difícil na História da República. Como relembra José Murilo de Carvalho, em seus 127 anos de República, ocorreram dezenas de revoltas, guerras civis e golpes.  Desde 1930, tivemos 14 presidentes, mas apenas 8 foram eleitos diretamente. Destes, só 5 completaram os mandatos. A crise do governo Dilma é mais uma das inúmeras crises de nossa República Democrática, que de democrática pouco ou quase nada tem. 


Coincidência ?
- Uma coincidência na história da República. Os golpes ou tentativa de golpe ocorreram sempre quando avanços sociais e econômicos beneficiaram os pobres. Nesses casos, os setores da reação conservadora sempre se levantaram. O que estamos assistindo é apenas mais uma tentativa de usurpação do poder, que desta vez, de novidade, tem apenas a não participação dos militares. 


Como na época de Getúlio
- O argumento da corrupção, tal como na época da tentativa de desestabilização de Getúlio (1954), em que inventaram a expressão "Mar de Lama", é, de novo, a desculpa para a derrubada de um presidente, contra quem, até agora, não há uma mísera prova de improbidade.     


Histeria
- No momento de radicalização que chegamos, ninguém ouve o outro lado. É um diálogo de surdos. Há apenas gritaria e histerismo. Uma possível saída de Dilma para a entrada de outros envolvidos em escândalos (Temer, Cunha,. Renan, Aécio...) não acalmará os ânimos, já que ficará no ar o sentimento de hipocrisia e golpe. Não há luz no fim do túnel


Nenhum comentário: