Total de visualizações de página

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Alair responde a meu pedido para que renuncie





























Professor Chicão não vou analisar seus comentários sobre o carnaval com os carros de som automotivo, carros invadindo lugares e gente se divertindo e atrapalhando seu sossego e dos outros moradores, isto simplesmente porque foi como nos anos anteriores  e será em anos futuros e com qualquer governante, com qualquer economia, com  qualquer mosquito da dengue, zika e quantos possam aparecer. 

Mas quero espaço para poder falar sobre seu desconhecimento quanto a arrecadação, folha salarial, despesas gerais da prefeitura, entendo ser compreensível tal desconhecimento, pois não sendo o tesoureiro não pode conhecê-los, no entanto não os conhecendo não foi nada responsável  publicá-los, e baseado em seu achismo sugerir uma renúncia.

Realmente tem razão ao dizer que arrecadamos melhor com a cota única do IPTU só que repito, pelo seu desconhecimento não foi sensato escrever que não paguei duas folhas porque não quis e vou agora mostrar porque não foi possível pagar duas folhas e colocar em dia o pagamento dos funcionários, embora seja meu maior desejo pagar em dia o pessoal da prefeitura. VEJA SÓ:

Folha de dezembro 27 milhões + Ibascaf 4 milhões + Consecaf 2.2milhões + Câmara 1.3 milhões + Parcela do 13º salário 5 milhões, ao total quase 40.000 milhões de reais, por folha de pagamento, bem para pagar  duas folhas precisaríamos então de R$ 79 milhões de reais,  como então pagá-las se arrecadamos 55 milhões? 

É verdade que arrecadávamos 38 milhões por mês até dezembro e com a cota única conseguimos arrecadar 55 milhões, foram 17 milhões a mais e como não teremos outra arrecadação como essa utilizamos o excedente  para pagar dívidas que a alta folha não permitiu de serem pagas, utilizamos para pagar os empreiteiros pequenos de serviço como a varrição que não recebiam há meses,  aproveitando para romper  59 contratos dos 80 setores existentes na limpeza da cidade, como ainda pagar um mês dos 31 que ainda continuam trabalhando. Pagamos 1 mês dos oito devidos as seguintes empresas, Salineira de subsídios dos ônibus, a Zadar pela coleta do lixo, a Dois Arcos pelo destino do lixo, a Córrego Rico por aluguéis de maquinário e dezenas de outros fornecedores e prestadores de serviço, exames, medicamentos, e todo o funcionamento da saúde com seus 7 hospitais e dezenas de postos de saúde.

Infelizmente não deu pra pagar os parcelamentos de energia elétrica, água, bancos, INSS, telefones entre outros, e também não deu para pagar duas folhas de pagamento, e boa parte da culpa disso é do rombo na Petrobras e de políticos que você faz juras de amor, mesmo estando vários deles na cadeia e sendo responsáveis diretos pela falência de nossos royalties.

A situação continuará a mesma em fevereiro e nos meses seguintes: a prefeitura continuará juntando dinheiro para pagar os salários dos efetivos, inativos e contratados da prefeitura.

Sobre a RENÚNCIA! Jamais pensei em tamanha covardia, a palavra renúncia como sugere não existe em meu vocabulário até porque nenhum outro administrador resolveria essa complicada situação financeira. Você não é burro, embora tenha colocado "Alair teve esse mês de trimestral e mensal NOVE milhões " quanto absurdo, já que em outros fevereiros os dois juntos totalizavam em um só mês 55 MILHÕES DE REAIS 38 trimestral e 17 mensal, portanto destacar  que a cidade recebeu agora 8.7 milhões das duas parcelas que antes eram 55 milhões só pode ser brincadeira ou maldade.

Com essa situação financeira tão aterrorizante sugerir Silas ou o Papa é mais uma brincadeira. Essa situação só pode ser parcialmente resolvida se mexer em três pontos: diminuir número de hospitais, número de escolas e número de prestadoras de serviço (já diminuir + 70 delas, reestudar o PCCR (seria bom, mas também já não é mais o principal culpado). 

Resolver o problema implicaria  em fechar hospitais e escolas que consomem 85% do gasto com a folha. DEIXO CLARO que se  para pagar a folha de pessoal for preciso fechar escolas e hospitais declaro que isto não farei,  prefiro continuar pagando a folha fora do vencimento ainda que o atraso seja de meses, até que surja uma arrecadação extra para atualizarmos.

Peço que publique na íntegra esse informativo aos seus leitores e que da próxima vez que for externar sua opinião sobre finanças do nossa cidade faça como se fosse falar de história, estude antes de se pronunciar.

Alair Correa

8 comentários:

joaquim nogueira disse...

Não acredito então por que não tem transparência no site da prefeitura?

Luiz Magno disse...

Se comparar a Silas tudo bem, mas ao PAPA e demais.

Família disse...

Que pena,achei que ficaríamos livres desse coronel. Falar é fácil, quero ver provar, cadê o portal da transparência? Prove liberando as contas lá. E o acesso às contas? A população só acredita vendo. Na campanha disse que era um ótimo administrador. Só se for das tuas contas. Se não tivesse torrado grana com um mês de show pra turista, e uma obra inútil na praia do forte,teríamos grana. aceite a sugestão,e suma.

Siegfried Weiss disse...

Achei perfeita essa postagem do nosso ilustríssimo Prefeito, finalmente voltando a dar o ar da graça com números e características legais relacionadas a folha de pagamento, que não poderia em hipótese alguma deixar de prestigiá-lo com certas dúvidas concernentes, dúvidas essas espero sinceramente sejam eliminadas por Vossa Excelência. Em relação a essa postagem, um trecho apenas me chamou atenção especial, e reproduzo aqui esse parágrafo na esperança de sanar questões pertimentes tanto para os leigos do funcionalismo publico, quanto para a população em geral:

"Folha de dezembro 27 milhões + Ibascaf 4 milhões + Consecaf 2.2milhões + Câmara 1.3 milhões + Parcela do 13º salário 5 milhões, ao total quase 40.000 milhões de reais, por folha de pagamento, bem para pagar duas folhas precisaríamos então de R$ 79 milhões de reais, como então pagá-las se arrecadamos 55 milhões?"

Então, vamos as perguntas!?

Ora, quanto a alegada "folha de pagamento" (fixa ?) de VINTE E SETE MILHÕES, não seria a mesma folha referente ao total de APENAS O QUADRO ESTATUTÁRIO próxima a DEZESSEIS MILHÕES, incluindo o PCCR, que diga-se de passagem foi tão caluniado e difamado pelos tendenciosos "militantes de bastidores políticos"?

Não deveria também o repasse previdenciário patronal e qualquer outra dívida também previdênciária ser completamente desconsiderada desse campo contábil designado como "Folha de Pagamento"?

Peço desculpas de antemão se minha memória falha, mas não teria sido essa tal "CONSERCAF" EXTINTA? O que nos deixa ainda mais repletos de perguntas, considerando uma AUTARQUIA EXTINTA recebendo uma folha de pagamento de DOIS MILHÕES E DUZENTOS MIL REAIS. Quais seriam então os recebedores de pequena fortuna em uma autarquia inexistente?!

Quanto a Câmara, posso afirmar categoricamente que seu orçamento é de cunho próprio, pois se não entende o que DOTAÇÃO PRÓPRIA significa, então realmente sou forçado a concordar com o caro professor cujo qual responde nessas linhas. No entanto, sou esperançoso, e acredito saber o Sr. o que significa RCL (Receita Corrente Líquida), e que dessa, SEIS POR CENTO compõe a dotação orçamentária do Legislativo. A propósito, obviamente o Sr. também tem ciência de que esta não é contabilizada no campo "Folha de Pagamento"!

Considerando todos os itens acima mencionados, fica então mais uma dúvida, como pode uma parcela de 25% de 16 Milhões (considerando que os Guardas Municipais não tenham recebido 100%)ser de 5 Milhões? Lá se vai mais UM MILHÃO!

Novos tempos, Senhor Prefeito, onde até um cidadão comum como eu têm certas dúvidas a serem sanadas.

Depois dessas, gostaria que o Sr. também respondesse, o que caracterizaria improbidade e até prevaricação, já que como chefe do executivo têm como um dos deveres primordiais a FAMIGERADA Folha de Pagamento do quadro permanente: Pagar inúmeras empresas e contratos adquiridos pela VOSSA GESTÃO, em detrimento da Folha de Pagamento do quadro permanente (essa indubitávelmente de natureza ALIMENTAR), ou o contrário?

Aguardo ansiosamente Vossas réplicas.

JÚLIO CEZAR disse...

conversa fiada! pede pra sair...

Flávio Ferreira disse...

Confesso que estou confuso agora! Quem estaria mentindo? Se essas contas que o Sr. prefeito colocou são verdadeiras! Por que o portal da transparência continua sem informação para a população cabofriense? Essa é a hora...e já passou da hora! de comprovar o que se fala ou se escreve. A verdade é fácil de se mostrar quando não se tem nada a esconder! A conta é simples de se fazer. Basta tirar de circulação aquelas portarias que o senhor mesmo afirmou, um vereador da cidade ter, e acredito que se um vereador tem 108 portarias, imagino o que não acontece naquela câmara. Não estou afirmando, apenas supondo. Mostra os contratos de prestação de serviços, entrega a quem quiser ver, o folha de pagamento dos concursados, contratados e portariados com os nomes e valores recebidos por cada "servidor", para conferencia. Acaba logo com esses "boatos".
Então fica a dica. Abra as contas do município e mostre para essas pessoas "maldosas" que o senhor é um excelente administrador e que a culpa toda está na queda dos repasses dos royalties e no PCCR.
Uma coisa é certa! A verdade vai aparecer e não vai demorar!

Família disse...

Boa explicação Sr Siegfried, são sobreposições de contas que não tem explicação. Faltou o portal da transparência. V. Excelência Coronel Alair explique-se melhor.Essa não colou.

Suely Sardou disse...

Cadê o Portal da Transparência sr. Prefeito?????